Categorias
🖖 Geek

Batman: A Piada Mortal – Frustrante fiasco

Quando eu ouvi falar em “A Piada Mortal”, e o que a história trazia nas HQs, fiquei animado em ver aquilo anime. Pena que não foi bem assim…

Eu sou muito fã de Batman. Não tanto, a ponto de saber sobre todos os seus inimigos de Gotham, ou saber tim-tim por tim-tim sobre sua história antes de se tornar o morcego, mas tenho um forte apreço pelo personagem. Sempre que ouço falar no seu nome, acabo lembrando de alguma história interessante, seja dos desenhos animados para a TV, sejam os filmes antigos. Até mesmo o dos anos 60, uma comédia impagável com o Bruce Wayne, de uma forma como numa mais foi feita. Neste meio, sempre ouvi falar sobre alguns quadrinhos clássicos de Batman, que poderiam ser adaptados para outras mídias. Eis que “A Piada Mortal” foi adaptado. Mas não saiu algo bom.

Me lembro que, na época de seu lançamento, teve um forte burburinho sobre este filme animado de Batman ser o primeiro classificado como “R”, algo para os americanos como o nosso “+18”. Logo pensei: Se vão colocar uma classificação indicativa tão alta, deverão fazer algo muito sangrento, nesta adaptação. Para a minha decepção, nada disso aconteceu.

Nos seus 116 minutos, temos uma história morna de Coringa, tentando despertar a loucura em Batman, atingindo todos os que eles tinha muito apreço – leia-se Barbara Gordon. Nesta empreitada do palhaço, ele acaba por fazer o Comissário Gordon de gato e sapato, e o faz experimentar emoções e sensações pesadas para qualquer ser humano.

Pois bem. Falando assim, parece que temos algo palpável em mãos. Porém, “A Piada Mortal” entrega algo muito aquém do que prometia ser. Acabo por se arrastar por muito tempo, e ter momentos de clímax tão sem sal como todo o resto do filme. Ao mesmo tempo que o filme tenta passar que aquela é a versão mais má do Coringa, não se vê algo realmente muito mal nele. É o Coringa sendo o Coringa, no fim das contas, sem uma adição que fala diferença.

Este acaba por ser um filme totalmente esquecível do morcegão.

Talvez seja melhor ler a HQ.


Tem alguma sugestão de pauta? Entre em contato!

SIGA A NERDMACHINA!

Acompanhe a NerdMachina pelo Twitter, Facebook, Instagram, comente os conteúdos diretamente no Reddit e/ou receba as novidades diretamente na sua timeline do Tumblr! Ou, ainda, você pode assinar a Newsletter. Você jamais perderá um post, e fica por dentro das novidades que virão para o blog!

Por Henrique

Tudo começou a desmoronar quando, aos 15 anos, fui aconselhado a assistir "Death Note" na Netflix, recém-chegada ao Brasil na época. Desde então, venho manejando minha lista de waifus mês após mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *